Alta demanda teria sido impulsionada pelas fortes chuvas que atingiram o Sul do Brasil neste ano, causando numerosos casos de queda de energia e exigindo de empresas a adoção de sistemas alternativos de energia.

Enquanto muitos setores industriais e da economia trabalham com resultados conservadores em função da instabilidade econômica, o setor de locação de grupos geradores parece estar na mão contrária. Isso é o que demonstra a Autoregadora, empresa desse ramo que acaba de bater o recorde de negócios realizados em um só mês.

Em outubro, a empresa com sede em Porto Alegre diz ter celebrado 60 novos contratos, dos quais 18 em um só dia. “Até então, o recorde mensal tinha sido de 40 novos contratos”, informa a empresa.

A explicação para o resultado positivo é que as quedas de energia, provocadas pelo maior volume de chuvas dos últimos 61 anos na Região Sul do Brasil, impulsionou a demanda por energia emergencial e os grupos geradores passaram a ser necessidade de primeira ordem para processos críticos como condomínios, frigoríficos, supermercados, empresas de TI e lojas de departamento. “Estes pedidos refletiram em um aumento de 12% em nossa receita mensal”, informa Luciano Krabbe, diretor da empresa.

Em sete anos de atividades, segundo ele, a Autogeradora tem mais de 7 mil operações de locação realizadas e um portfólio com 200 equipamentos para atender a uma carteira de 4 mil clientes cadastrados, dos quais 160 ativos.

Fonte: www.infraroi.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *